Diversidade genética de populações naturais do Trypanosoma cruzi no Paraná, Sul do Brasil - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v29i1.101

Leila Zalloum, Mônica Lúcia Gomes, Andréia Tieko Kinoshita, Max Jean de Ornelas Toledo, Alberto José Prioli, Silvana Marques Araújo

Resumo


As características genéticas de doze cepas de Trypanosoma cruzi, isoladas de pacientes chagásicos crônicos, triatomíneos e reservatórios silvestres do estado do Paraná, sul do Brasil, foram estudadas, utilizando as técnicas de RAPD (DNA polimórfico amplificado randomicamente) e SSR-PCR (Reação em Cadeia da Polimerase ancorada em seqüências repetidas pequenas). As cepas Sylvio e Esmeraldo foram utilizadas como referências para T. cruzi I e II, respectivamente. O DNA foi amplificado, utilizando três diferentes iniciadores para o RAPD e o iniciador (CA)8RY para o SSR-PCR. A análise do gel foi feita visual e computacionalmente, baseada na presença e na ausência de bandas. Os fenogramas mostraram a existência de dois grupos genéticos distintos: um contendo as cepas isoladas de pacientes chagásicos crônicos, que gruparam com Esmeraldo, e o outro contendo as cepas isoladas de triatomíneos e reservatórios silvestres, que gruparam com Sylvio. A existência de dois grupos filogenéticos do T. cruzi no Estado do Paraná é descrita pela primeira vez.

Palavras-chave


Trypanosoma cruzi; grupos genéticos; Norte do Paraná; RAPD; SSR-PCR

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v29i1.101

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY