A prática do parto humanizado no SUS: estudo comparativo - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v28i1.1108

Luciele de Lima Wrobel, Sueli Terezinha Martins Ribeiro

Resumo


O presente estudo descritivo foi realizado em maternidades que prestam atendimento pelo Sistema Único de Saúde (SUS), nas cidades de Guarapuava e Londrina, Estado do Paraná. Dentro do programa de Humanização implantado na Maternidade de Londrina pretendeu-se analisar o atendimento a parturiente quanto à humanização ao parto comparando com a realidade de dois hospitais de Guarapuava onde não existe o programa implantado e assim verificar se os direitos destas parturientes quanto à humanização estão sendo respeitados. Foi aplicado um questionário a 40 primíparas no puerpério imediato com perguntas semi-estruturadas. Ao comparar duas realidades diferentes, concluiu-se que alguns dos direitos das parturientes preconizados pela OMS não estavam sendo respeitados, especialmente onde não havia a implantação do parto humanizado, pois não era permitida a entrada de acompanhante e nem utilizadas técnicas de relaxamento para a parturiente, evidenciando assim que algumas instituições necessitam intensificar esses cuidados para melhorar a qualidade do atendimento prestado

Palavras-chave


parto; assistência; humanização

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v28i1.1108

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY