A influência dos fatores familiares e escolares no processo saúde-doença da criança na primeira infância - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v26i1.1681

Lorena Barbosa Ximenes, Ana Karina Bezerra Pinheiro, Katiane Moisés de Lima, Helloise Barbosa Nery

Resumo


Este estudo teve como objetivo identificar as situações de agravos à saúde das crianças, na primeira infância, no contexto familiar e escolar. Para a coleta de dados na escola, realizamos uma avaliação da criança quanto ao crescimento e aos agravos à saúde, e no contexto domiciliar, avaliamos 16 famílias quanto à estrutura familiar e ecomapa. Os principais problemas de saúde das crianças foram desnutrição e problemas de integridade da pele. A maioria das famílias era composta pelos casais e seus filhos. O número de cômodos era insuficiente para o número de pessoas que residiam no domicílio. Quanto à rede social
de apoio, constatamos que as famílias procuraram as unidades de saúde e pessoas significativas para auxiliar nas situações de dificuldade. Sendo assim, verificamos a importância da Enfermagem apreender a realidade das famílias, como forma de se planejar práticas de educação em saúde, minimizando as situações de agravo à criança.

Palavras-chave


família; criança; processo saúde-doença

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v26i1.1681

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY