Vivências da mãe adolescente e sua família - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v26i1.1701

Maria da Graça Corso Motta, Nair Regina Ritter Ribeiro, Eva Neri Rubim Pedro, Débora Fernandes Coelho

Resumo


O estudo aborda as práticas de cuidado à saúde no grupo materno-infantil de risco, tendo como foco a família da mãe adolescente e seu filho, na fase de recém-nascido até a lactente. Com a finalidade de promoção e educação em saúde voltada a esse grupo, o objetivo foi conhecer as vivências da mãe adolescente e sua família. Trata-se de um estudo qualitativo do tipo descritivo. Foram investigadas 12 mães adolescentes de comunidades carentes das cidades de Porto Alegre e de São Leopoldo, Rio Grande do Sul. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas. Foi utilizada a técnica de Análise de Conteúdo proposta por Minayo (1993). Os resultados revelaram três categorias: enfrentamento da família com a chegada da criança; alterações na vida familiar e a participação da família no cuidado da criança. Ao final do estudo, foi possível conhecer que as mães adolescentes procuram apoio de sua família em situações de auxílio nos cuidados iniciais do bebê, pois manifestaram medo de realizá-los, delegando-os a outros familiares ou a pessoas próximas. Além disso, a chegada de um bebê altera não só a dinâmica da família, mas também os modos de enfrentamento da situação, interferindo nos projetos de vida dos jovens pais.

Palavras-chave


adolescência; maternidade; família

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v26i1.1701

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY