Análise espacial da mortalidade por causas externas no município de Maringá, Estado do Paraná, 1999 a 2001 - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i2.1900

Udelysses Janete Veltrini Fonzar

Resumo


O objetivo deste estudo é analisar a distribuição espacial da mortalidade por causas externas (acidentes de trânsito, homicídios, suicídios, quedas, afogamentos e outras causas externas) no Município de Maringá, no período de 1999 a 2001. A representação espacial da mortalidade por causas externas levou em consideração as zonas censitárias e as características socioeconômicas destas. Para isso, foram utilizados o programa ArcView 3.0 e as proposições da semiologia gráfica para elaboração dos mapas temáticos. Os resultados desta análise evidenciaram desigualdades na mortalidade por causas violentas nos três anos de estudo, não fazendo qualquer distinção entre a infraestrutura urbana e as características socioeconômicas das vítimas. Dessa forma, é necessário que a cidade seja revista como um espaço de gestão planejada na perspectiva de uma vida saudável para todos, com objetivos concretos de redução das iniquidades sociais. Portanto, é imprescindível que a promoção da saúde incorpore estratégias de alteração no perfil de riscos da morbimortalidade das causas externas, por intermédio da formulação das políticas públicas.

Palavras-chave


mortalidade por causas externas; análise espacial; geografia da saúde

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v30i2.1900

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY