Portador de insuficiência renal crônica em hemodiálise: significados da experiência vivida na implementação do cuidado - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v30i1.4399

Maria Veraci Oliveira Queiroz, Maria Salete Bessa Jorge, Maria Lígia de Oliveira dos Santos

Resumo


Estudo de natureza qualitativa cujos objetivos são caracterizar as transformações físicas e psicoemocionais que a insuficiência renal crônica pode acarretar no modo de vida dos pacientes; descrever percepções, reações do paciente em tratamento hemodialítico e as formas de enfrentamento na sua condição de vida. Os dados foram levantados em uma clínica de hemodiálise na cidade de Fortaleza, Estado do Ceará, em junho e julho de 2006, por meio da entrevista semi-estruturada e observação livre com oito pacientes. Utilizou-se a técnica de análise de conteúdo categorial, para codificar, agrupar e elaborar as categorias emergentes que expressam o fenômeno em estudo. Os sujeitos mostraram sofrimento mediante a doença e o doloroso processo de aceitação das limitações que o tratamento impõe. Tais evidências mostram a importância da problemática e da mudança de condutas no processo de cuidar desse paciente, ajudando-o de maneira coerente, responsável e humanizada para contribuir na melhoria da qualidade de vida.

Palavras-chave


doença crônica; hemodiálise; qualidade de vida; relação familiar

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v30i1.4399

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY