Técnica do grupo focal como método de avaliação do conhecimento de adolescentes sobre saúde bucal - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v31i2.5830

Kléryson Martins Soares Francisco, Maria Lúcia Marçal Mazza Sundefeld, Artênio José Ísper Garbin, Cléa Adas Saliba Garbin

Resumo


O presente estudo tem como objetivo analisar, por meio da técnica do Grupo Focal, o entendimento de adolescentes em relação à saúde bucal. A pesquisa foi realizada em três escolas públicas da cidade de Araçatuba, Estado de São Paulo, com dez alunos em cada uma delas. Para a realização dos grupos focais foram abordadas as seguintes palavras, presentes em perguntas de questionários sobre saúde bucal, as quais apresentaram altos índices de erros: saúde bucal; placa bacteriana; dente permanente; flúor; gengiva sangra?; fio dental; transmissão da cárie. Durante as discussões dos grupos focais, observou-se que muitos adolescentes ficavam surpresos com a situação a qual foram submetidos e com o tema que estavam discutindo. A palavra ‘saúde bucal’ foi associada à condição de limpeza da cavidade bucal, não identificando a saúde bucal como parte da saúde geral. O termo ‘transmissão da cárie’ não teve um entendimento suficiente. A expressão ‘dente permanente’ foi bem compreendida, sendo associada a um tipo de dente que não seria mais substituído. A palavra ‘flúor’ teve maior associação à função de limpeza do que à proteção dos dentes. Conclui-se que a utilização da técnica do Grupo Focal é de grande importância na interpretação do conhecimento dos adolescentes sobre saúde bucal e na adequação da terminologia de questionários sobre o mesmo tema.

Palavras-chave


grupo focal; adolescência; saúde bucal

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v31i2.5830

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY