Influência da embalagem e estocagem no conteúdo de beta-caroteno e ácido ascórbico em suco de manga “Ubá” industrializado - doi: 10.4025/actascihealthsci.v32i2.6178

Daniela da Silva Oliveira, Gardênia Márcia Silva Campos Mata, Ceres Mattos Della Lucia, Flávia Milagres Campos, Sônia Machado Rocha Ribeiro, Helena Maria Pinheiro-Sant'Ana

Resumo


Este trabalho investigou o conteúdo e avaliou a estabilidade de dois antioxidantes naturais - β-caroteno e ácido ascórbico (AA) - em suco de manga “Ubá” industrializado e armazenado em diferentes tempos de estocagem e correlacionou as recomendações de vitaminas A e C com o teor encontrado nos sucos. O β-caroteno e o AA foram analisados nos sucos comercializados em embalagem tetra pak, em cinco tempos de estocagem (1 a 5 meses) e em embalagem de vidro, em três tempos de estocagem (após 3, 4 e 5 meses de armazenamento). A análise foi realizada por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência (CLAE). Não foram detectadas diferenças estatisticamente significativas (α = 5%) entre os diferentes tempos de estocagem, para ambos os componentes analisados, tanto em embalagens tetra pak quanto em embalagens de vidro. Além disso, não foram observadas diferenças significativas entre o conteúdo de β-caroteno dos sucos comercializados nas duas embalagens. No entanto, houve diferença significativa no teor de AA entre as diferentes embalagens, e a embalagem de vidro apresentou maior teor em relação à embalagem tetra pak. Assim, as perdas ocasionadas especialmente pela permeabilidade da embalagem ao oxigênio deveriam ser alvo de atenção das indústrias de alimentos.

Palavras-chave


Estocagem; embalagem tetra pak; embalagem de vidro; antioxidantes

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v32i2.6178

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY