Produção de fator de necrose tumoral-alfa e peróxido de hidrogênio na infecção pelo Trypanosoma cruzi em camundongos submetidos ao exercício - DOI: 10.4025/actascihealthsci.v32i1.6757

Cristiano Schebeleski Soares, Roberta Cristhiany Occhi, Luana Gomes Luz de Carvalho, Solange Marta Franzói de Moraes, Márcia Machado de Oliveira Dalálio, Silvana Marques de Araújo

Resumo


Este trabalho teve como objetivo determinar os níveis de fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa) sérico e produção de peróxido de hidrogênio (H2O2) por macrófagos peritoneais em camundongos experimentalmente infectados pelo Trypanosoma cruzi e submetidos ao treinamento físico realizado antes da infecção ou ao exercício físico durante o período de infecção. Foram utilizados camundongos BALB/c fêmeas com 30 dias de idade, inoculados com 1.400 tripomastígotas sanguíneos da cepa Y. O exercício físico consistia em atividade de intensidade moderada em esteira rolante. As dosagens foram realizadas com material coletado no 13º dia de infecção. Para a dosagem de TNF-alfa, foi utilizada a técnica de ELISA de captura. A produção de H2O>sub>2 foi expressa por coloração produzida após a incubação de macrófagos peritoneais com peroxidase e a leitura realizada em aparelho de ELISA. Não foram encontradas diferenças significativas nas concentrações de TNF-alfa e produção de H2O2 entre os grupos infectados. O treinamento físico realizado antes da infecção e o exercício físico realizado após a infecção não foram capazes de alterar significativamente os níveis de TNF-alfa e a produção de H2O2 na infecção pelo T. cruzi.

Palavras-chave


exercício físico; Trypanosoma cruzi; TNF-alfa; H2O2

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v32i1.6757

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY