Níveis séricos de ferro, zinco e cobre em grávidas atendidas na rede pública de saúde no norte do Brasil - doi: 10.4025/actascihealthsci.v34i1.9953

Loyana Guimarães Bié de Araújo, Nivea Suely Melo de Oliveira, Carolina Marinho da Costa, Emerson Silva Lima

Resumo


O objetivo deste estudo foi analisar os níveis séricos dos minerais, ferro, cobre e zinco em mulheres grávidas. Trata-se de um estudo transversal com 663 mulheres grávidas, na faixa etária entre 16 e 32 anos, selecionadas de forma aleatória simples nos serviços de assistência pré-natal da rede pública, na cidade de Manaus, Estado do Amazonas, Brasil. Foi aplicado um questionário referente às condições de saúde das voluntárias e foram coletadas amostras de sangue para as análises laboratoriais. Por meio de metodologia espectrofotométrica automatizada ou espectroscopia de absorção atômica foram analisados os níveis séricos dos minerais ferro, zinco e cobre. Fez-se análise comparativa dos minerais com diversos parâmetros das grávidas como idade materna, idade gestacional e índice de massa corpórea anterior à gravidez. Os resultados apontaram que 36,9% das grávidas encontravam-se com níveis séricos abaixo dos valores recomendados para o zinco, este resultado também foi verificado em 25,4% para o ferro e 22,1% para o cobre. Os dados de deficiência de ferro e cobre foram significativos à medida que avançou a idade gestacional. O estudo sugere haver representativa deficiência destes elementos nesta população, o que carece de se conduzir políticas públicas visando erradicação destas possíveis deficiências nutricionais.


Palavras-chave


gravidez; ferro; cobre; zinco; Manaus

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/actascihealthsci.v34i1.9953

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ISSN 1679-9291 (impresso) e ISSN 1807-8648 (on-line) e-mail: actahealth@uem.br

  

Resultado de imagem para CC BY