CORPORAÇÕES FINANCEIRAS: UMA ANÁLISE DO BANCO SANTANDER NO BRASIL (2006 - 2012)

Bruno Bonsanto Dias, Sandra Lúcia Videira

Resumo


Como entidades do capital, os bancos são fundamentalmente grandes agentes organizadores e reprodutores do espaço global contemporâneo. À vista disso, este trabalho buscou fomentar algumas reflexões teóricas a respeito do protagonismo dos bancos diante da economia capitalista, tendo como objetivo principal trazer uma análise geográfica sobre a atuação do Banco Santander no Brasil, o maior banco estrangeiro em atividade no país no período de 2006 a 2012. Buscou-se investigar as principais condições do sistema político-econômico brasileiro durante as últimas décadas do século XX e início do XXI, as quais culminaram com uma forte atuação do Banco Santander em território brasileiro. Para elucidar a dinâmica territorial do banco, foi necessário buscar dados que nos informassem o número de agências do Santander e suas respectivas localizações. Para tanto, recorreu-se a fontes bibliográficas e consultas ao órgão regulador do sistema financeiro no Brasil, o Banco Central do Brasil, bem como aos relatórios anuais do Banco Santander no Brasil. O recorte temporal da pesquisa se deu a partir do ano de 2006, em função da aquisição do Banco Real por parte do Santander, processo responsável por aumentar significativamente sua territorialidade no país. A pesquisa revelou uma disposição espacial heterogênea entre as regiões do país com relação ao número de agências e serviços prestados pelo banco. Os espaços mais dotados de meios técnico-científicos informacionais e, consequentemente, mais atrativos ao capital, coincidem com os estados cuja concentração do número de agências do Banco Santander é maior, demonstrando o comportamento típico de uma corporação do capital em tempos de globalização financeira.


Palavras-chave


Corporações financeiras. Banco estrangeiro. Banco Santander. Uso financeiro do território.

Texto completo:

PDF (baixado


DOI: http://dx.doi.org/10.4025/bolgeogr.v33i3.23981



ISSN 2176-4786 (on-line) e-mail: dge-boletim@uem.br